Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Caminho do meu Bem-Estar

Objectivo: Gostar de mim. A nível físico, psíquico e social. Vai ser uma viagem e tanto!

A cabeça não está no sítio

10.06.20 | Natacha

woman-1006100_640.jpg

Eu quero muito mudar. Quero ser feliz. Quero sentir-me bem comigo própria. Quero sentir-me motivada, alimentar-me como deve ser, etc. Mas está difícil, muito difícil. Sinto-me completamente sozinha, sem qualquer apoio; o marido e os filhos passam todo o tempo que estão em casa agarrados aos pcs, nem se lembram que eu existo. Não ajudam em casa, a não ser que eu insista horrores; e se eu o fizer, sou chata e "já vou" e "porque é que não fazes tu?" e por aí fora.

Não há um olhar de aprovação ou de compreensão; não há um elogio; não há um "eu ajudo-te". Também não há um "vamos fazer uma caminhada", ou um "vamos ao ghinásio?" ou um "vamos fazer uma salada?" E eu preciso disso. Não vivo sozinha, não sou uma eremita. Preciso de alguma motivação, preciso que o meu esforço seja valorizado, preciso de sentir que alguém olha para mim. E já que não há amigos, não há colegas, não há conhecidos, preciso que pelo menos a família olhe para mim nem que seja uma vez ao mês... Acho que não é pedir muito, mas a verdade é que por aqui parece ser um desejo impossível de realizar. E já estou farta de tentar.

Dizem que a esperança é a última a morrer. Pois a minha já morreu há muito tempo. Só me apetece fugir ou comer tudo o que apanhar à frente para preencher este vazio gigantesco que sinto. E é o que acabo a fazer todas as noites... Sinceramente, não sei onde isto irá parar.

Obrigada por estarem desse lado (se é que estão).

4 comentários

Comentar post